Enamore-se - Escritora B. Pellizzer

sábado, 12 de junho de 2021

Enamore-se

 


É prerrogativa dos romances que o destino deve ser o responsável pelo encontro. Por isso estamos sempre procurando pelo amor ao mesmo tempo que fingimos procurar por nada. Ansiamos pela alma-gêmea, mas não queremos ter de buscá-la. “Ser for pra ser, será”, dizem os crédulos, os conformados, aqueles que colocam sua fé no destino e nas linhas tortas que serão preenchidas por Deus.

 E a gente passa o Dia dos Namorados olhando para flechas de cupido, esperando que alguma que se perca e nos atinja para que se cumpra a sina; e sonhamos com os corações que flutuam e nos conduzem para aquele lugar mágico onde dizem que nosso coração deve descansar.

 Ao final do dia, sem nada que nos acerte o peito, repetimos o mantra “quando for pra ser, será”, e descansamos naquele lugar reservado para os sonhadores: o lugar que leva a lugar nenhum.

 O encontro das almas não tem a ver com destino, tem a ver com escolhas.

 Quer ainda esteja procurando, quer pense já ter encontrado, eis o que NÃO desejo para seus corações:

 Não desejo o mergulho mágico nos olhos do outro, aquele momento em que você SABE que encontrou a pessoa certa;

Não desejo que seu coração bata mais rápido, que sua pele se arrepie, que seu estômago se revire como se estivesse cheio de borboleta.

Não desejo que sua mão trêmula e suada roce ansiosamente outra mão trêmula e incerta.

 Não.

 Isso é coisa dos livros, dos filmes, das músicas. O amor de destino, de medo, de incerteza é prerrogativa dos artistas e das artes; é prerrogativa da terra dos sonhos irrealizáveis.

 O que SIM desejo, todos os dias, é que você se enamore.

 Que se enamore completamente e segure firmemente a mão de alguém, e escolha segurar essa mão para não cair e para evitar que esse alguém caia; que o seu coração permaneça calmo, com a certeza de estar perto de alguém que não será levado pelos ventos do destino para qualquer outra parte; que os olhos que mergulharem nos seus não sejam labirintos, mas claras piscinas de água transparente onde você possa enxergar o fundo e saber exatamente onde está pulando.

 Mesmo que esse alguém seja você mesmo, ou você mesma.

 

Feliz Todos os Dias de Amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário